Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carta à Berta

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta: Boas Festas e Pedido Especial aos Leitores - Carta n.º 561

Berta 561.jpgOlá Berta,

Serve esta carta para, em primeiro lugar, te desejar um Feliz Natal, um Muito Bom Ano Novo e umas Festas Felizes, na companhia de quem mais desejares, bem como a menor interferência possível da Covid-19 nas Celebrações. Aproveito este tempo de alegria para, em segundo lugar, agradecer a todos os que desde o OUTONO de 2019 a este OUTONO de 2021 acompanharam os meus Quatro Blogs no Sapo.

Estou a falar, minha querida e amiga Berta, do Estro, o meu Blog de Poesia, localizado no site do Sapo, tal como os outros, em https://estro.blogs.sapo.pt e da Carta à Berta o meu Blog de Crónicas em formato de carta para uma amiga em https://alegadamente.blogs.sapo.pt mas também, ainda, do meu Blog de Cartoons, principalmente preenchido com as bocas de Miga, a Formiga e dos seus amigos sobre eventos ocorridos em Portugal e no estrangeiro, em https://gilcartoon.blogs.sapo.pt e, por fim, o meu Blog de Pensamentos, Desafogos, Referências Oportunas, Viagens, Fotografias e Vídeos denominado Desabafos de um Vagabundo localizado também no Sapo em https://pletro.blogs.sapo.pt.

Ao todo, minha boa amiga, entre o final de 2019 e o final deste ano tive a honra de receber um milhão cento e vinte e oito (1.000.128) visitas, nos quatro blogs, de todo o país e de muitos pontos do mundo.

Contudo, Berta, embora este seja um marco assinalável, para o qual muito contribuiu o Facebook, só no primeiro ano é que fiz questão de escrever diariamente nos quatro blogs, sem falhas, como se de uma obrigação se tratasse. Para além dos grupos do Facebook que administro: Lisboa com Alma, SIP Som Imagens e Palavras, Poesia, Campo de Ourique e Bairro de Campo de Ourique, apenas fiz divulgação, principalmente da Carta à Berta, em outros grupos do Facebook, ligados a Campo de Ourique, sempre que o tema tinha a ver com o bairro.

Para mim, que não sou um grande «blogger», nem nunca fui um «influencer», mas apenas um jornalista que ficou desempregado há quatro anos e que tentou seguir carreira como freelancer, depois de quarenta anos de atividade profissional e de vinte e cinco com carteira profissional de jornalista, é uma honra (e faço questão de agradecer do fundo do coração a todos quantos me seguiram) ter atingido, em apenas dois anos, estes números de audiência.

É engraçado constatar, cara Berta, que, se eu não tivesse outros filtros de contagens de visitas, segundo o Sapo, eu apenas teria no registo dez porcento destes números, ou seja, sensivelmente, cerca de cem mil visitas. Será que o Sapo, manipula os números para evitar a fuga dos seus bloguistas para outros sites, como o Youtube, onde estes podem ganhar dinheiro com os visitantes, para aforrar ele as verbas que poderiam ser distribuídas pelos criadores?

Parece-me bem que sim, mas não tenho provas concretas que o motivo seja esse, pelo que me resta deixar essa suspeita no campo indefinido do alegadamente. Seja como for, minha amiga, mais dia menos dia, o Sapo, terá de se tornar bem mais transparente e solidário. Afinal, vivemos tempos de mudança e muitas delas são para melhor. Faço agora, usando a tua carta para esse fim, um pedido aos leitores, a todos aqueles que me têm seguido.

PEDIDO ESPECIAL AOS LEITORES

No fim deste pedido segue a lista de locais de Portugal, de Territórios e de Países que têm pessoas que me visitaram nestes últimos quatro meses. Se, por acaso, o local onde vive não constar na lista por favor deixe um comentário no Facebook ou nos blogs do Sapo para que eu possa acrescentar o nome da sua terra, território ou país à lista.

Foi já muito tarde que tive esta ideia de ver os locais onde tenho sido lido, mas é deveras gratificante sabê-lo. Por isso, se quiser colaborar agradeço-lhe imenso a ajuda. Consulte as duas tabelas e veja se a sua terra consta no registo, caso não conste, perderá apenas menos de meio minuto a indicar-me de onde me lê. Muito, mas muito obrigado por tudo e até sempre.

Terras de Portugal com visitas nos meus blogs

Alverca / Águeda / Amadora / Aljustrel / Albufeira / Almada / Alijó / Aveiro / Algueirão / Angra do Heroísmo / Beja / Braga / Barreiro / Coimbra / Cascais / Castelo Branco / Carregado /  Celorico da Beira / Estoril / Évora / Ermesinde / Espinho / Entroncamento / Figueira da Foz / Figueiró dos Vinhos / Fátima / Felgueiras / Fuzeta / Funchal / Faro / Guimarães / Lisboa / Loulé / Leiria / Montijo / Mem Martins / Melides / Marinha Grande / Maia / Olhão/ Oeiras / Perosinho / Portimão / Paço de Arcos / Ponta Delgada / Portalegre / Palmela / Póvoa de Varzim / Porto / Queluz / Rio Maior / Santarém / Santo Tirso / Sintra / Setúbal / Seixal / São João da Madeira / São Domingos de Rana /  Sacavém / Torres Vedras / Tomar / Vila Nova de Famalicão / Vila Nova de Gaia / Viana do Castelo / Vila Real de Santo António / Vila Real / Viseu / Valença /

Territórios e Países com visitas nos meus blogs

Alemanha / Angola / Austrália / África do Sul / Bélgica / Brasil / Cabo Verde / Canadá / Estónia / Estados Unidos da América / Espanha / Escócia (Reino Unido = RU) / Filândia / França / Hungria / Hong Kong / Índia / Itália / Indonésia / Irlanda do Norte (RU) / Irlanda / Inglaterra (RU) / Japão / Luxemburgo / Líbano / México / Moçambique / Malásia / Macau / Noruega / Portugal / Países Baixos / País de Gales (RU) / Roménia / Rússia / República Checa / São Tomé e Príncipe / Suíça / Suécia / Timor Leste / Tailândia / Vietname / Venezuela / Zâmbia /

Por hoje é tudo, querida Berta, deixo os meus Votos de Boas Festas para ti e para todos os que foram tendo a paciência de me seguirem, despeço-me com um enorme agradecimento de coração e alma, este teu amigo de todos os dias e de sempre, saudosamente,

Gil Saraiva

 

 

 

Carta à Berta: Imagine-se...

https://www.youtube.com/watch?v=NAEppFUWLfc  A Art Garfunkel... a minha modesta homenagem a um homem de 78 anos...

Imagine-se.JPG

Olá Berta,

Fico feliz de saber que tens reparado no facto de as minhas crónicas, nesta época festiva não terem a minha componente satírica e crítica habitual. Com efeito tenho-me esforçado por me manter mais calmo durante as festividades. Perguntaste-me o que é que eu via na Ria Formosa de tão extraordinário para me referir à paisagem como uma das analogias que usei na minha Teoria do Amor – Parte II. Pois bem, como sabes eu vivi 18 anos no Algarve, precisamente na mesma zona onde tu te encontras e tive imenso tempo para lhe absorver a envolvência. Segue o poema que deu origem à comparação que fiz. Espero que seja do teu agrado. O poema chama-se “Imagine-se”, mas tu não precisas, basta-te olhar para entenderes, espero que consigas ver e sentir o que eu captei, não pelos meus olhos mas pelos teus:

 

"IMAGINE-SE..."

 

Imagine-se

Um mar de prata

Bordado ao ouro macio

De um pôr-do-sol.

 

Deixemos agora

A nossa mente

Colocar algumas aves nidificando

Na costa fina de arbustos salgados,

Reserva natural

De um qualquer sonhado paraíso...

 

Em silêncio,

Os bateres de asas,

Se confundem com o restolhar do vento

Que sorri prá primavera

Agora tão tangível...

 

O sentimento é por certo de harmonia!...

 

Pra quem não sente em verso

O deleite que os sentidos propiciam,

Recomendo que respirem fundo,

Deixem entrar languidamente

O cheiro a maresia...

 

Issooo...

Procurem agora sentir

A aragem vos acariciar,

De leve,

Passando-se suave

Pelo brilho dos olhos

E obrigando ao esvoaçar de alguns cabelos...

 

Com o olhar

Sigam as aves

Que gritam cânticos de amor

E de acasalamento...

 

Se entreabrirem os lábios

As papilas vão, por certo,

Detetar o gosto a mar,

O gozo das sensações plenas

E do encontro puro

E idílico com Gaia,

A deusa que voluptuosa

Representa a Terra original...

 

Sentem?

Agora pensem,

Com um sorriso,

Num amor ausente...

 

Procurem influenciar a mente,

Mas sem esforço...

 

Issoooooo...

Estão vendo a sereia…?

Nesta Ria Formosa

Onde imaginar

Se torna milagre,

Esperança, acreditar,

Apenas o belo tem lugar.

Aqui não existe crise, cortes,

Recessão, nem suicídio…

Apenas amor, emoção

E a delicada teia dos sentidos…

 

É no exato instante,

De sensual

E romântica lasciva,

Em que de joelhos

Nos dobramos

Para colher uma flor

De beira de caminho,

Que estamos integrados!

Cheios de amor,

De vida e de natura,

Enfim, de plenitude!

 

O voo simultâneo dos flamingos

Faz-nos crer que o mundo

É cor-de-rosa

E que a vida,

Afinal, tem sentido.

 

Imagine-se

Um mar de prata

Bordado

Ao ouro macio

De um pôr-do-sol

E conclua-se

Que afinal amar

É simples...

 

Senão o mar seria água

E nada mais,

As aves: pássaros

E a reserva: pântano...

 

Imagine-se...

 

Este é, Berta, um dos poemas que escrevi até hoje que mais mexe comigo, é… sei lá, a natureza em todo o seu fulgor, é vida, essência e existir. Tem em si um não sei quê a mais e comporta ainda o como da esperança, da felicidade e, irremediavelmente, do amor, do amor puro, sincero, franco, genuíno e verdadeiro.

Minha querida amiga, recebe um beijo de saudades teu amigo de sempre,

Gil Saraiva

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub