Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carta à Berta

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta: Série "Os Segredos de Baco" - XI - Os Apelos do Vinho - Parte II - Os Triunfos

Berta 141.jpg

Olá Berta,

Voltamos ao nosso tema corrente, “Os Segredos de Baco”. Dividi em 2 cartas os 10 grandes apelos usados para atrair os apreciadores do néctar. Embora eu dê muitos exemplos, não precisas de os estar a ler exaustivamente, fica-te por aqueles que achares suficientes, para entenderes a explicação que dou antes de cada conjunto de exemplos. A leitura torna-se mais suave e menos maçuda.

B) Os 10 mandamentos do vocabulário, nomenclaturas e terminologia nas garrafas de vinho. Os grandes Apelos do Vinho.

Parte II: Os Triunfos: Apelos de Memória, Míticos, de Linhagem, Monárquicos e de Aptidão.

1) Apelos de Memória: da Tradição à Antiguidade:

Uso do Ano e da Casta, Detalhes que nos fazem recordar, que criam laços de familiaridade, que eliminam desconfianças e receios. Assim encontramos palavras que geram nostalgias e lembranças, que nos recordam usos e costumes e hábitos que nos moldaram ao longo da História que nos constitui.

Exemplos: Castro(s), Caves Velhas, Garrafeira, Mó, Nora, Origem, Velho, Telha, Tempo(s), Velhos Tempos, Pontual, Tinto Velho, Velharia,  Vinhas Velhas, Vinho de Mesa, Vinho Regional, Madeira Velha, Romanos, Reserva, Grande Reserva, Seleção, Seleção Especial, Escolha, Grande Escolha, Garrafeira, Talha, Tambuladeira, Canto Décimo, Tecedeiras, Chrestus, Côro, Arte, Coleção, Vintage, Comendador, Arca, Prestige, Fundanos, Servas, Torres, Atrium, Ameias, Paredes, Couteiro-Mor, Volte Face, Mouros, Aliança, Serra Brava, Primavera, Pintor, Barqueiros, Avós, Parra de Prata, Portal, Lagar Velho, Falua, Convenção, Tanoeiro, Falcoaria, Palma, Bica, Magnum, Selecto, Grão Vasco, Castrus, Dona, Séquito, Hereditas, Homenagem, Soberanas, Barca Velha, Aniversário, Conventual, Monte Velho, Fundação e Praça Velha.

2) Apelos Místicos: do Mistério à Religião:

Nesta busca pelas interações com o consumidor os ambientes de mistério e de religião casam a preceito com as intenções de quem produz com intuito de ver o seu produto bem colocado no mercado, opta-se por um lado, com facilidade, por palavras enigmáticas e secretas ou, por outro lado termos que nos conduzam à crença ou à fé.

Exemplos: Aether (a significar Vinho Efervescente - verde, Espuma ou Essência do Éter), Aphros Daphne (traduzindo um Vinho Efervescente - verde, Espuma ou Essência do Loureiro Mitológico), Cave(s), Cova, Portal, Prova Cega, Reserva, Capela, Convento, Freiras, S., Santa(s), Santo(s), São, Carpe Noctem, Voyeur, Spirits, Corpus, Pia(s), Aphros Restrito, Milagre, São Domingos, Judeu, Incógnito, Arrepiado, Romeira, Murça, Fagote, Sedna, S. Sebastião, Monte dos Pelados, Odisseia, Canto X (Décimo), Chrestus, Furtiva Lágrima, Fundanos Prestige, Dolum, Unique, Veritas, Casa de Santa Vitória, Pecado Capital, Dom Martinho, Frei João, S. João Batista, Globus, Mundus, Pegus, O Convenção, Terras do Demo, Olho no Pé, Terras de Cister, Confradeiro, Má Partilha, Além, Cardeais, Papa, Pope, São Gens, Freiras, Clandestina, Fonte Santa, Conventual, Caminhos Cruzados e Inevitável.

3) Apelos de Linhagem: da Propriedade à Família:

A propriedade é um dos valores mais tradicionais do ser humano, cria laços. gera confiança, emite fortes noções de segurança e de conforto, faz parte da estabilidade da família na busca quer da subsistência quer do equilíbrio de todos os seus elementos, fazendo surgir palavras ligadas à posse, ao reconhecimento e ao valor ou até termos geracionais, de descendência e de direito por locais, lugares ou edifícios que afirmamos como nossos.

Exemplos: Herdeiros, Companhia, Real, Adega, Arca, Baixo, Casa, Casal, Couteiro, Leira, Muro(s), Porta, Produtor, Quinta, Tonel, 1º Prémio,  Alta(s), Alto(s), Pipas, Pipas Novas, Capote, Consensual, Serra Mãe, Bica, Tapada, Vinha, Outeiros, Pombal, Ameias, Filhos, Portal, Terraços, Grandes Quintas, Fronteira, Arca Nova, Torres, Serrado, Pomares, Barqueiros, Casta Rica, Casaleiro, Fonte, Fontanário, Galera, Tanoeiro, Porta, Ribas, Solar, Torres, Terras do Pó, Estanho, Comendador, Cortes, Titular, Coutada, Herdade, Propriedade, e Reserva do Chefe.

4) Apelos Monárquicos: da Realeza à Nobreza:

Todos nos lembramos das histórias de príncipes e princesas, reis e rainhas, espadas e escudeiros, que tantas vezes escutámos enquanto crianças. É simples a atração pelo fausto e pelas etiquetas da corte porque são coisas vindas do nosso imaginário enquanto infantes, daí surgirem palavras ligadas a esse maravilhoso mundo fantástico onde a glória tinha significado e pelas mãos e atos de alguns se tornava épico.

Exemplos: Barão, Cavaleiros, Comendador, Conde, Condado, Coroa, Cortes, D., Don, Foral, Franca, Grão, Magnum, Marquês, Marquesa, Mor, Morgado, Paço(s), Palácio, Praça, Real, Régia, Solar, Torres, Visconde, Foral D. Henrique, Magna Casta, Ameias, Ira, Senhora, Infantado, Nave, Casa de Paços, Superior, Casal do Conde, Marquesa de Cadaval, Dom Hermano, Palácio dos Távoras, Conde de Foz de Arouce, Barão Rodrigues, Solar dos Lobos, Visconde de Borba, Marquês de Marialva, Paço do Conde, Caves Dom Teodósio, Vinícola Castelar,  Vice-Rei, Coutada, Marquês de Villamagna, Palácio da Brejoeira, Solar das Francesas, Conde de Monte Real,  Porta dos Cavaleiros, Vila Régia, Torres Coronas, Cavaleiros de São João, Reserva do Comendador, Conde de Monsul, S de Soberanas, Condado de Alenquer e Palácio da Bacalhôa,

5) Apelos de Aptidão: do Conforto ao Poder:

Por último não se torna difícil concluir que o ambiente à volta dos prazeres do vinho conduza ao poder e ao conforto por ele proporcionado, é, por assim dizer, o objetivo último de todos os apelos anteriormente descritos, nesta senda surgem termos nos rótulos das garrafas palavras que demonstrem comodidade, regalo, conquista e merecimento ou então, liderança, comando, potência e, inevitavelmente, muita capacidade.

Exemplos: Comendador, Rei, Chefe, Patrão, Serra Mãe, Palácio, Magnum, Solar, Fundanus Prestige, Conde, Bica, Casal, Fontanário, Cima, Coro, Escolha, Fornos, Folgorosa, Gordo, Foral, Grande(s), Maior, Medalha, Oiro, Monte D'Oiro, Ouro, Personalizado, Premium, Herdade Paço do Conde, Collection, Prova, Rating, Seleção, Selecionada, Chefe, Patrão, Seguro, Sublime, Superior, Uva de Ouro, Condado, Vila Régia, Vinho Biológico, Vinho Comemorativo, Vinho Particular, Dona, Nova(s), Pausa, Odisseia, Ideias, Monte do Pintor, Garrafeira, Coutada, Caves Primavera, Parra de Prata, Lagar Velho, Terra Franca, Torres, Magna Casta, Casa do Vale, Tapada e Vitória.

Amanhã, se tudo correr conforme o previsto, cá estarei com uma nova carta, por hoje despeço-me com a ternura de um beijo etéreo, este teu amigo,

Gil Saraiva

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub