Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carta à Berta

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta: Receita de Xarém de Lagosta

Xarém de Lagosta.jpg

Olá Berta,

Espero que hoje tenhas conseguido ficar em casa. O vendaval é nacional e não é, realmente, nada bom de se sentir. Além do mais dizem que, este tipo de tempestades, são mais assertivas quando carregam um nome próprio no feminino. Não sei se é um dito popular que se criou depois do Katrina, mas desconfio bem que seja isso.

Conforme me pediste segue a minha receita de Xarém de Lagosta. Aviso-te que é para comer em prato de sopa, com colher e que substitui o prato principal. Podes, uma vez que são 8 pessoas no teu jantar, fazer a receita pelo dobro ou, se alguém não gostar de lagosta, fazer a segunda dose substituindo a lagosta por 8 gambas grandes, descascadas e já, previamente, cozidas.

Xarém de Lagosta à Gil

Para 4 pessoas

Ingredientes:

  • Miolo de Meia Lagosta de Kilo (Congelada ou Fresca) = 250 g; (ou 8 gambas grandes cozidas e descascadas)
  • 50 g de toucinho fumado;
  • 100 g de chouriço de carne;
  • 250 g de miolo de camarão médio (40-60)
  • 200 g de farinha de milho (não escolhas a mais moída de todas);
  • 1,5 dl de cerveja
  • Azeite q.b.;
  • Alho q.b.;
  • Sal q.b.
  • Piripiri q.b.;
  • Coentros q.b.;
  • Um ou 2 pés de Coentros Frescos para decoração final.

Confecionar:

  • Num prato coloca o miolo de meia lagosta de um quilograma, corta-o em 8 bocados vistosos e junta-lhes 250 gramas de miolo de camarão previamente cozido ou congelado.
  • Corta o toucinho ou bacon e o chouriço em pedaços.
  • Frita-os numa frigideira, em lume brando, com azeite, alho e coentros. Depois junta 100 ml de água e deixa fervilhar.
  • Coloca o marisco num tacho e junta uma pitada de sal e água e dá-lhes uma pequena cozedura.
  • Escorre o líquido onde cozeu o marisco para um tacho, junta o caldo do chouriço e do bacon, adiciona a cerveja e leva ao lume, deixando ferver um pouco.
  • Deita lentamente a farinha com a ajuda duma colher grande.
    Tem cuidado para não encaroçar, mexendo de vez em quando.
  • Junta as carnes e o marisco e deixe ferver.
  • Se estiver grosso em demasia (deve ficar bem consistente e não a escorrer) junta mais um pouco de cerveja.
  • Depois serve bem quente de preferência em prato de barro enfeitando com uns raminhos de coentros.

 

Bom Apetite.

 

Recebe um beijo de despedida, deste teu amigo de sempre,

que não te esquece,

Gil Saraiva

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub