Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carta à Berta

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta: O Colecionador de Beijos - Título - II/VII

Berta 386.jpg

Olá Berta,

Continuando hoje no campo dos beijos, passo para a devida explicação do título: “O Colecionador de Beijos”, espero que a leitura seja do teu agrado.

 

“Título

 

O Colecionador de Beijos é um ensaio que resulta da análise histórica e social do papel do beijo através dos tempos, desde o berço das civilizações até aos nossos dias. Contudo, sem procurar criar uma cronologia por região, época ou povo, como seria feito no caso de se tratar de uma abordagem iminentemente histórica.

O beijo é fruto, da concretização de um ato que exige sentimentos e sentidos, sendo resultado de um plano biunivocamente traçado. Tem a caraterística singular, se bem que muitas vezes aparente, de transmitir confiança a outro alguém, de demonstrar afeto ou de servir de cumprimento caloroso, quer num qualquer regresso ou chegada, quer num momento de partida ou de despedida mais ou menos breve. Visualmente é representado pelo desenho de uns lábios femininos rubros e semiabertos.

Aliás, este esboço é utilizado de maneira corrente nas redes sociais, quer através do próprio desenho, quer pelo uso de um “emoji” que o represente. Escolher o Título de “O Colecionador de Beijos” para o atual ensaio, ilustra, na minha perspetiva, por si só, a importância social do beijo. Afinal, ele até tem um papel curativo, de raiz bem popular. Quantas mães e avós não curaram já os “dói-dóis” das criancinhas a partir de um beijo no lugar afetado ou próximo deste?”

Nas próximas cartas será a vez de dar lugar à introdução que dividi em três partes. Por hoje é tudo, minha querida amiga, recebe um beijo do teu amigo,

Gil Saraiva

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub