Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carta à Berta

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta: Não é em Campo de Ourique, mas não há duas sem três. Mais um Incêndio em Águas-.Furtadas

Berta 312 Ajpg.jpg

Olá Berta,

Eu sei que tu não vais acreditar, amiga Berta, mas voltamos a ter mais uma coincidência em incêndios, em Lisboa, desta feita na Freguesia da Misericórdia, dos números 5 ao 15 da Rua das Gaivotas, a 1, 666 quilómetros (em linha reta) do primeiro fogo em Campo de Ourique. Pela Calçada da Estrela são 2100 metros de distância, a cerca de 9 minutos de carro da primeira ocorrência.

Desde sexta-feira esta é a terceira cobertura a arder, no espaço de 5 dias, num raio de 2 quilómetros, no coração da cidade. É verdade, todos os casos foram coberturas (mais propriamente águas-furtadas, num total de dez), em todos eles o corpo de Sapadores Bombeiros de Lisboa foi lesto a chegar ao local, todos os incêndios aconteceram do lado dos números ímpares da via, todos os três edifícios terminam em números ímpares, com especial incidência no 9, todos os prédios ficaram inabitáveis e todas as ocorrências aconteceram durante a tarde.

Desta vez a situação foi acompanhada por 60 bombeiros acrescidos em quase mais duas dezenas de operacionais e cerca de 16 viaturas. Situação muito semelhante também às 2 anteriores. Dos intervenientes no combate aos 3 fogos, apenas estiveram ausentes, os Bombeiros Voluntários de Campo de Ourique. Porém, PSP, Polícia Municipal, Proteção Civil e o Corpo dos Sapadores Bombeiros de Lisboa, voltaram a marcar presença. Também a Câmara Municipal fez questão de acompanhar a situação.

Berta 312.jpg

O Comandante dos Sapadores acompanhou de perto toda a situação, uma vez que se tratou de um caso ocorrido numa rua estreita e com muitas viaturas em serviço, a dar toda a assistência ao trabalho dos soldados da paz no local. Este é o mais complicado dos três incêndios dos últimos 5 dias em Lisboa, principalmente devido à exiguidade da rua e dos pinos colocados, para evitar estacionamentos selvagens, nos passeios estreitos. Aliás, são estas dificuldades que justificam que o fogo se tenha alastrado aos prédios contíguos em oposição aos fogos anteriores.

Ao todo arderam 6 águas-furtadas relativas aos edifícios dos números 5, 7, 9, 11, 13 e 15. Alguns dos prédios foram dados como inabitáveis, já no rescaldo da operação, assim como subiram de 13 para 20 os desalojados, embora todos tenham onde ficar e não tendo sido necessário a autarquia fornecer qualquer tipo de acomodação. Ora, minha querida Berta, espero terem terminado aqui os incêndios em coberturas em Lisboa. É preciso que esta situação termine com este caso, sem mais sequelas ou novos episódios nos próximos dias que se avizinham.

Com um beijinho me despeço de ti, minha amiga, esperando trazer outras notícias brevemente, que não as de trágicas ocorrências de incêndio,

Gil Saraiva

Para ver o vídeo do drone:

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/exclusivo--imagens-de-drone-mostram-destruicao-pelo-fogo-de-varias-coberturas-em-predios-de-lisboa-ha-13-desalojados

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub