Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carta à Berta

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta: Memórias de Haragano - Confissões em Português - Parte II

Berta 202.jpg

Olá Berta,

Não sei o que tu pensas sobre a temática da língua, mas eu considero o assunto fascinante. Ora pensa comigo, minha querida amiga, dois povos, que há oitocentos e alguns anos atrás existiam neste canto periférico da Europa, como é moda dizer nos dias de hoje, o Condado Portugalense e o Reino de Castela (entre mais uma variedade de reinos que existiam na Península Ibérica), cuja população conjunta se situava na casa dos milhares de pessoas, sem jamais ambicionar chegar ao milhão, têm, na atualidade, entre os 800 e os 900 milhões de indivíduos que usam o castelhano ou o português como primeira língua.

Repetindo a ideia, nunca é demais dizer que se tratam de 7.000 línguas diferentes em todo o nosso globo. No meio de tal diversidade saber que o Castelhano é a segunda ou terceira língua mais falada do mundo e o português a quarta, dá que pensar. Mas regressemos às memórias. Assim:

Memórias de Haragano: Confissões em Português – Parte II

“Outra das línguas que costuma surgir perto da liderança é o Árabe, muitas vezes acima do Português. Ora o Árabe, embora exista como Língua, inclui, nesta generalização absurda, idiomas que não se entendem entre si. A língua árabe, assim apresentada (que, no seu conjunto, quase atinge os 250 milhões de falantes), é composta por todas as línguas semíticas. Se entre elas o entendimento fosse uma realidade, então poderíamos falar de uma língua Árabe inclusiva, contudo, a verdade não podia ser mais diferente, sendo a raiz das línguas a mesma, para além do Árabe, vulgarmente chamado de Árabe Clássico, existem o Maltês, o Hebraico, o Amárico e o Tigrínia, com o devido relevo e destaque, sendo, ao todo, mais de 35 as línguas de origem  árabe, bem diferentes entre si, faladas no mundo. O verdadeiro resultado, depois desta análise, transporta a língua alguns furos mais abaixo na tabela classificativa das mais faladas, todavia, na grande maioria das tabelas, incluída no grupo das primeiras 10.

No topo, com a medalha de ouro e o recorde absoluto e efetivamente bem destacado, a língua mais falada do mundo é o Mandarim, vulgo Chinês (que na realidade não existe enquanto língua). Com mais de um bilião de falantes, o Mandarim, tem imensos dialetos. A situação é de tal forma complicada que, uma mesma palavra, pode ser pronunciada de 4 formas diferentes, consoante contextos na frase e, até, conforme a região chinesa de onde é proveniente. Todavia, não deixa de ser um facto que todos eles se entendem entre si, o que, efetivamente, é o que mais importa.

Por fim, o Inglês ocupa, em todas as tabelas o segundo ou o terceiro lugar no ranking das mais faladas. Podem não ser os mais de 500 milhões, que os estudos germânicos sobre o assunto, sempre apontam como se, por exemplo, nos Estados Unidos da América todos falassem inglês como primeiro idioma, quando os factos mostram, que mais de um terço da população americana apenas fala Castelhano, (vulgo Espanhol), ou que, somente, usam o inglês como segunda língua, para se fazem entender, por quem de castelhano não pesca nada.”

Conforme podes verificar, querida Berta, entre os linguistas românicos e os germânicos existe uma guerra forte. Cada um deles afirmando que as contabilizações do outro estão erradas, e que são eles, independentemente de quem eles são, que se encontra em segundo lugar.

Porém a nós, não nos interessam as guerras de Arlequim e Manjerona, que o nosso quarto lugar é firme, robusto e não aparenta tremer. Aliás, dos idiomas nos primeiros lugares deste colossal ranking, somos a língua que maior expansão apresentou nos últimos 50 anos. Só em Angola e Moçambique passamos, de uma população conjunta que não atingia os 20 milhões, para um universo de quase 65 milhões.

Por hoje é tudo, minha querida Berta, fica bem, mantém essa alegria que te ilumina a alma e recebe a despedida deste teu eterno amigo com um beijo sorridente,

Gil Saraiva

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub