Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carta à Berta

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta: Livro - O diário Secreto do Senhor da Bruma - 1

Capa Diário Sacreto do Senhor da Bruma.JPG

                       

Olá Berta,

Conforme teu pedido, segue, a partir de hoje, desde o seu início, o livro satírico: "Diário Secreto do Senhor da Bruma".

----- " -----

 ---------------------------------------------------------

                      MSB

Memórias do Senhor da Bruma

Diário Secreto do Senhor da Bruma

 Gil Saraiva

2020

---------------------------------------------------------

Nota Informativa: Por ser um diário secreto há partes de dias em código que nem sempre são revelados.

---------------------------------------------------------

Nota do Autor:

Este diário é secreto,

Por isso tem cadeado,

Quando acabar… arquiteto

Como mantê-lo fechado.

---------------------------------------------------------

Diário Secreto do Senhor da Bruma

---------------------------------------------------------

Opinião Reservada

(Em memória dos dias que não contei)

Há coisas na vida de cada um de nós que nem num diário secreto têm lugar. Aquilo que não se conta, isso que só cada um de nós tem conhecimento, e que pode até não ser nada fora do normal, porém, o que é vulgar para uns, pode bem ser embaraçoso para outros. Algumas dessas coisas são atos, mas, a grande maioria, referem-se a produtos do nosso imaginário íntimo, a algumas ideias que tivemos ou a certos pensamentos indevidos.

São aquelas coisas que vão connosco para o outro mundo, nunca as confessámos a ninguém, nem a parceiros, companheiros ou companheiras, descendentes, amigos do peito, ou elementos do nosso credo, seja ele qual for. Em resumo, são aquilo que nasce, vive e morre em nós.

Gil Saraiva

---------------------------------------------------------

----- " -----

Assim, cara Berta, poderás ler, na integra, ao longo dos próximos dias este que é o meu mais profundo, ou não, livro de notas, apontamentos, ditados, provérbios, frases, sátiras e raciocínios, que escrevi até ao momento.

Esperando vir a agradar e sempre ao teu dispor, despede-se, como sempre, este velho amigo do coração, que jamais te esquece e sempre vive saudoso,

Gil Saraiva.

---------------------------------------------------------

Atenção: As notas que te tinha enviado previamente, voltarão a constar, datadas, mas repetidas, no presente livro.

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub