Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carta à Berta

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

Carta à Berta é o local dos Desabafos de um Vagabundo, do Senhor da Bruma, essa bruma a que chamam de internet, de um Haragano, o Etéreo, qual cavalo selvagem que galopa entre cartas alegadamente, quiçá, sem fundamentos.

O Rapto de um Urso em Terras Lusas

 

Urso da Loja Natura.jpg

Olá Berta,

Espero que estejas bem, por aqui as saudades não abrandam. Quando ontem te escrevi, acabei por me esquecer de algo que te queria contar. Foi uma notícia que li online num excerto de uma reportagem qualquer e que hoje voltei a ver publicada na página do “sintranotícias”. Talvez o facto do assunto não ser relevante me tenha ajudado a não me lembrar de o referir. Todavia, nem só o que é importante ou polémico deve servir de tema para a nossa correspondência. Por isso, cá vai a última novidade que tenho da PSP, isso mesmo, a Polícia de Segurança Pública, nomeadamente a de Cascais.

A PSP resgatou um urso, de 2 metros de altura, e devolveu-o ao seu habitat natural este fim-de-semana passado, na zona de Cascais. Conforme podes verificar na fotografia, que acompanha esta carta, os agentes envolvidos demonstram para a posteridade o seu elevado grau de satisfação com a captura. Afinal, trata-se de um feito inédito, tão maravilhoso e singular que impunha, quase por si só, a imortalização em imagem, para assim haver algo para mais tarde recordar, conforme a página da PSP no facebook faz questão de tão bem o evocar.

Não fossem os raptores uns adolescentes traquinos e atrevidos, não fosse o urso de peluche e não fosse ainda o habitat a entrada de uma loja da cadeia de estabelecimentos Natura e poderíamos esperar, por parte do PAN, na nossa diversificada Assembleia da República, um gesto firme, tendendo a efetuar formalmente um pedido de condecoração de topo, qual Grã-Cruz da Ordem Santiago, ao nosso adorado Presidente da República, para os heroicos agentes intervenientes no salvamento. Ora, infelizmente, o partido dos vegetarianos, veganos e outros anos, todos eles merecedores do nosso maior respeito, não se manifestou, nem sequer para dar um ar da sua graça.

Não vi, na investigação que efetuei à procura de mais detalhes, que os tenros meliantes tivessem sofrido qualquer pena, pela prática de tão bárbaro ato, mas como essa parte dos acontecimentos já não se enquadrava bem no tipo de notícia, deduzo que tenham ficado com algum tipo de cadastro. Final, esta prática é bem mais grave do que fazer xixi de pé na porta de um estabelecimento comercial ou atirar para o chão uma beata e depois, ainda por cima, pisá-la com toda a determinação, a não ser que a mesma seja uma respeitável sénior do nosso burgo, daquelas que em casa tem mais de 8 gatos, nenhum deles registados como manda a lei, mas que ninguém multa, por consideração etária, ou algo parecido.

Como podes verificar, minha querida Berta, a realidade é sempre bem mais surpreendente do que muita da ficção que por aí se produz. Sim, porque a ser um produto, de uma qualquer mente criativa, o urso seria verdadeiro, os tenros meliantes passariam a mafiosos vindos de leste e o salvador não seria a PSP, mas o ilustre super-herói André Silvano, vestido de collants coloridas, cuecas de gola alta, justinhas às partes pudibundas, e de tronco nu, que apareceria a voar, montado num viçoso espargo gigante, para resolver a situação e ser aclamado por uma manifestação de beatas, em êxtase, todas humanas e bem enquadradas no mais digno escalão etário.

Com esta imagem me despeço, este teu amigo que te adora se despede com um beijo alegre,

Gil Saraiva

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub